May 03, 2006

Crepúsculo

Marilia, Abril 2006 (oil on paper)
O meu último quadro. Inspirei-me numa fotografia da costa de S. Pedro de Moel.
Há silêncios
que pesam mais
que lágrimas
e eu arrasto o teu adeus
no crepúsculo
daquela tarde
suspensa de angústia
A tua boca sangrava
dorida
e em gestos mudos
inclinava-me
lenta
num rasto de luz
A tua mão estendida
rouca de dor
e nos meus olhos
de amor
pus vagas
de súplicas.
Maio, 1972

1 Comments:

Blogger Liliana said...

Venho de não sei onde, perdi-me no navegar...tenho estado a ler, e este...gostei imenso.

Um abraço

1:08 pm  

Post a Comment

<< Home