April 11, 2006

ABANDONO

Abandono Marilia, Março de 2006

Contigo o tempo
podia ser uma coisa pequena
cabia apenas nos teus olhos
mas ergues as mãos
pedindo a não sei quem
o teu destino
os meus sonhos
caem um a um
e passo aqui a tarde inteira
a tentar dizer-te
de qualquer maneira
que colhi todas as rosas
e trago as mãos vazias
o tempo
podia ser uma coisa pequena
mas se as tuas mãos não vêem
é tão grande
e cabe apenas nos meus ollhos
mas se vêem e me tocam
nem sei se sou mullher
ou água
sou uma folha breve
deito-me com a solidão
no leito da mágoa
Mas eu sei que virás
com o ritmo da Primavera
tu virás
Para ti crio versos sem sentido
perco-me no tempo
de estar tanto tempo à espera
mas tu virás
ler estes versos
que não podem ser mais nada
do que essa luz que anda contigo
tu és a esperança
a madrugada

Outubro 1973

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Keep up the good work 2600 seo Gaping ass pics

12:33 am  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home