April 17, 2006

Eu abalei a tua calma

Eu abalei a tua calma
percorri sem temor
o caminho do teu coração moreno
e só agora
conquistado o amor
tenho medo
Como esquecer
a ternura da tua mão
a vertigem da tua boca
a carícia funda da tua voz?
Como percorrer sem ti
a vida e o tempo
e amar-te assim
no meu dia-a-dia
de um modo atroz?
Como arrancar de mim
o teu coração moreno?
Só agora
conquistado o amor
tenho medo!

Setembro, 1978

1 Comments:

Blogger Mi said...

Que profundo isso!!!

Posso copiar?
Amei =)

12:27 am  

Post a Comment

<< Home