April 30, 2006

Saudade


Ontem foi para mim um dia muito especial, no entanto andei aqui à volta com as palavras e não consegui dizer nada.
O meu pai, Álvaro, nasceu a 29 de Abril, faria ontem 81 anos e quanto mais o tempo passa mais sinto a sua falta.
O meu avô materno, João, morreu a 29 de Abril de 1975. As suas ultimas palavras foram... "Vencemos...". Sorriu e morreu. Era um lutador. Operário na Marinha Grande, agricultor nas horas livres, conseguiu com a ajuda da minha avó deixar uma pequena fortuna para os filhos, sem nunca ter gozado a vida. Lutou pelos seus ideais, participou na revolta do 18 de Janeiro de 1936, no movimento sindicalista e sempre acreditou que a ditadura iria cair. Mais do que tudo,
educou-nos, filhos e netos, no amor pelo estudo e pela liberdade. Estava sempre a dizer "O dia tem 24h, 8 para trabalhar, 8 para estudar e 8 para descansar". Filhos e uma neta presos e ele sempre sereno, chorava mansamente e dizia com um sorriso "Venceremos". Era um operário culto, como muitos na Marinha Grande, o seu livro preferido era "Palavras cínicas" de Forjaz de Sampaio. Tinha um humor caustico, muito pessoal, era um homem rijo e paradoxalmente muito doce. Aqui fica a minha pequena homenagem e uma imensa saudade. Avô, Pai adoro-vos.
Marilia

6 Comments:

Blogger Victor said...

Querida Marília. Pais e avós são nossas referências e quando os perdemos, perdemos um pouco de nós próprios. Quantas vezes concluímos que somente eles se existissem ainda nos poderiam esclarecer uma dúvida que temos. Um beijo.

3:30 pm  
Anonymous Anonymous said...

Marilia
Bonita,singela e comovente homenagem aos teus Pai e Avô.
Sei que soubeste colher os preciosos ensinamentos que eles te transmitiram.

Bjs

Gil

9:57 pm  
Anonymous Juda said...

Olá...Pois claro a Marinha Grande!!!!!!! Sabe eu sou um apaixonado por esta terra, trabalhei 14 anos sou de Pombal e tenho por lá amigos, deixo um abraço...

12:38 pm  
Blogger antonior said...

Também sinto em mim, uma homenagem, a esses seres humanos de grande estatura, sem dúvida....

Guarda-lhes bem a memória, que é valiosa.

Beijinhos

1:07 am  
Blogger Isa Calixto said...

Muito bonita essa homenagem, que existe na sua memória, Marília...
A saudade faz parte da nossa Vida.
É ela que muitas vezes alimenta a nossa memória.

Beijinhos e uma boa semana

11:41 am  
Blogger António said...

Bonita homenagem.

Beijos

9:46 pm  

Post a Comment

<< Home